bruno munari, no Tomie Ohtake

“Libro Letto” (livro-cama), de 1993

Exposição imperdível de Bruno Munari, “artista e designer italiano, morto aos 90, em 1998, fez de sua obra uma tentativa de identificar estruturas que já existem, a busca por uma beleza intrínseca aos objetos que fosse além de pretensões de estilo, subvertendo o design ao mesmo tempo em que exalta suas virtudes. Esses dois lados de sua obra, plástica e filosófica, estão agora num conjunto de 70 peças no Instituto Tomie Ohtake, um dos braços da Bienal de São Paulo fora do pavilhão do Ibirapuera.
(…) Seu “Libro Letto”, ou livro-cama, de 1993, é formado por colchas coloridas costuradas como páginas de uma história dominada pela cor. Versos como “amanhã será ainda hoje”, “o céu está cinza e as nuvens resmungam” ou “há um bom perfume de jasmim” estão bordados nas margens – o que torna a palavra algo secundário. É como se só os campos de cor respondessem pelas sensações, um design que abraça o discurso da arte como elemento capaz de comover.” Silas MartíFolha de S. Paulo.

Matéria completa na Folha de S.Paulo, caderno Ilustradawww1.folha.uol.com.br/ilustrada

BRUNO MUNARI
QUANDO: abre nesta quarta, 7/11 (às 20h; de ter. a dom., das 11h às 20h; até 18/2)
ONDE: Instituto Tomie Ohtake (av. Brig. Faria Lima, 201, tel. 0/xx/11/2245-1900)
QUANTO: grátis

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s